PLANO ENFRENTAMENTO ÀS ARBOVIDORES

Publicado em 24 de maio de 2021, por ASCOM Primavera

APRESENTAÇÃO:

A dengue no Brasil, nos últimos anos tem apresentado altas taxas de morbidade. Tendo em vista a alta incidência da forma clássicas e graves, com um elevado grau de letalidade nas formas grave da doença. Sendo os fatores ambientais favoráveis à proliferação e manutenção do vetor, apesar de uma mobilização nacional em combate a tal endemia.
Em Pernambuco nos últimos anos têm apresentado elevado grau de incidência da dengue, nas diversas fases, desta a proliferação do vetor e o adoecer. Sendo os fatores socioambientais, socioeconômico e condicionantes responsáveis para a expansão deste vetor e susceptibilidade de adoecer da população. As intervenções sobre o agravo são, em alguns aspectos, reconhecidas de difícil implantação, por seu caráter de atuação global, que transcende os limites territoriais das unidades federativas. Entretanto as ações que podem ser realizadas pelo estado e municípios, imediatas e potencialmente capazes de produzir mudanças efetivas no quadro atual, sendo relevante para a redução da letalidade dos casos graves de dengue.
E com surgimento das doenças Zika e Chikungunya que é transmitida pelo o mesmo mosquito Aedes aegypti e Aedes albopictus que transmite a Dengue, reforça a necessidade do acréscimo às intervenções tanto no combate a proliferação do vetor quando a assistência ao doente.
Dessa forma, o Plano de Enfretamento da Arboviroses do Município de Primavera-PE 2021, vem contribuir com os planos Estadual e Nacional no combate e controle da tal agravo. São ações de implantação e implementação, dos métodos acima exposto. Ressaltando a intensificação das ações em relação ao elevado grau de incidência de infestação e notificação da doença acima dos
limites esperado para o nosso município. Traz as metas e estimativas de custo de cada uma das ações dando um direcionamento quanto à necessidade de investimento financeiro e de recursos humanos diante ao agravo, responsabilizando cada setor da Secretaria Municipal de Saúde na execução do plano, bem como as metas de cada ação dando ênfase a necessidade de mobi
diante aos agravos, responsabilizando a todos os atores envolvidos a execução do plano.
Faz-se necessário um grande esforço intersetorial e interinstitucional, aliado a sensibilização e comprometimento da população, bem como a continuidade de um conjunto destas ações já realizadas na rotina para que este plano possa ser eficaz, eficiente e efetivo na redução e/ou controle a dengue, Zika e chikungunya em nosso município.

 

Plano-Contigencia-Arbovirose-Dengue



GOVERNO MUNICIPAL